Novidades

17 de dezembro de 2016

Distúrbios do Sono - "Sufocado pela Mídia"



Diferente dos outros casos que me ocorreu o que se antecedeu antes do fato não creio ter interferido em nada, foi um dia comum em minha vida e tudo estava o que podemos dizer “normal”. Eu me lembro de que adormeci e assim começou o pesadelo.

Estava em uma casa do qual não me recordava se conhecia ou não, me encontrava sentado em um sofá, quando começou o Jornal Nacional que nesta época eram apresentados por William Boner e Fatima Bernardes, não que isso tenha algo a ver com o fato. Neste exato momento eles estavam noticiando a respeito de algo como um vírus transmitido pelo ar e em certos períodos você precisava prender a respiração para não ser contaminado, o anuncio era mais ou menos assim; “Neste momento para sua segurança peço que pare de respirar em... 1,2,3 “ Eu resolvi obedecer pois afinal não queria me contaminar, o problema e que o tempo que devia ficar sem ar era muito grande, foi quando não conseguindo segurar tentei puxar o máximo de oxigênio que conseguia, porém percebi que meu ar estava cortado, eu estava sufocado e provavelmente morreria ali, sim eu disse morreria, pois percebi que aquilo ali não se tratava apenas de um pesadelo e sim de algo que estava me sufocando na realidade, eu estava na cama preso e completamente sem ar, a dor que estava em minhas vias aéreas era insuportável e foi levada até os pulmões como agulhas, de repente me pequei novamente sentado naquele sofá e os ancoras disseram “Agora você pode respirar” como um soco uma onda de oxigênio encheu meus pulmões e me senti aliviado, ainda sonhando caminhei pela casa e cheguei ate a cozinha, percebi que estava sozinho naquele lugar, caminhei ate um filtro e me servi de um copo de agua, reparei que o céu estava completamente negro, neste instante um voz veio de algum lugar “ Neste momento para sua segurança peço que pare de respirar em ... 1,2,3 “ Aquilo então começou novamente era uma verdadeira tortura, pois sabia que quando tentasse respirar não iria conseguir e foi isso mesmo que aconteceu, porém desta vez o tempo foi maior e senti que estava perdendo a consciência, a dor era tanta que meu corpo se contraia, quando vi que poderia colapsar a qualquer momento a voz veio novamente “ Agora você pode respirar “. No dia seguinte me acordei um tanto quanto assustado, me recordando deste pesadelo horrível que foi um tanto quanto real e mexeu muito com minha cabeça, uma das coisas que me lembro de era que ambos os ancoras também paravam de respirar. A realidade é que como os outros distúrbios não sei explicar de fato o que ocorreu.


Se alguma vez aconteceu algo semelhante ou teve algum distúrbio, nos conte, queremos saber sobre seus pesadelos que mais lhe perturbam.  

Se copiar colocar devidos créditos, desde já agradeço, obrigado!
Ass: Glaucow Maciel Freitas