Novidades

9 de maio de 2017

A Velha da Janela ( Pesadelos )

A definição clássica de sonho é a de que se trata de um conjunto de imagens e idéias que se apresentam ao espírito durante o sono. Na antiguidade eles eram considerados como sendo mensagens enviadas do além ao homem, a fim de preveni-lo sobre determinados acontecimentos

A definição clássica de sonho é a de que se trata de um conjunto de imagens e idéias que se apresentam ao espírito durante o sono. Na antiguidade eles eram considerados como sendo mensagens enviadas do além ao homem, a fim de preveni-lo sobre determinados acontecimentos. Da mesma forma como os povos primitivos consideravam o sonho como a visita feita ao corpo vivo pela alma de outro corpo, ou pelas almas dos mortos, ainda hoje determinados segmentos sociais também mantém vivas certas crendices populares, como, por exemplo, a de que sonhar com os mortos constitui uma forma de adivinhar o futuro, uma vez que a alma dos falecidos dele teria conhecimento. 


Já o pesadelo é a opressão ou agitação durante o sono, provocada por sonhos aflitivos, uma situação incômoda que deu origem a lendas como a da Velha da Janela, por exemplo, definida como sendo uma senhora magra, definhada e feia que segundo a imaginação humana está sempre nas janelas nas madrugadas observando o seu sono. Por isso em muitas crenças dizem para não colocar a cama com a cabeceira sob a janela posição conhecida como a posição do morto, pois se fizer possivelmente a Velha da Janela ira te visitar na madrugada, mas as coisas ainda podem piorar, dizem que se por acaso você ver essa senhora, na manha seguinte será encontrada morto sem motivo aparente de agressão ou algo do tipo, dizem que geralmente os cadáveres morrem de ataque cardíaco devido ao susto. Conta-se, a respeito, que um boiadeiro deitou-se da forma dita, mas ao perceber que algo não estava normal fechou os olhos até que adormecesse mesmo com medo daquela criatura ali plantada por cima de si. As tentativas de se encontrar explicação para os pesadelos são antigas. 


Os índios brasileiros falavam de Jurupari, um ente estranho que visita os humanos durante o sono e os assusta com a visão de perigos horríveis, impedindo-os ao mesmo tempo de gritar por socorro. De Portugal se tem notícia do Fradinho da Mão Furada, que “tem na cabeça um barrete encarnado, escarrancha-se à vontade em cima das pessoas e a ele são atribuídos os grandes pesadelos, Só quando a pessoa acorda é que ele vai embora”, segundo revela J. Leite de Vasconcelos, em Tradições Populares de Portugal. E nas lembranças de praticamente todos os povos da Terra existe a referência sobre um gigante ou anão, homem ou mulher de face horrenda, que aproveitava o sono das pessoas para sentar-se sobre seu estomago, comprimindo-lhes o peito e dificultando sua respiração. Daí que em português e espanhol a palavra pesadelo deriva de peso, pesado, lembrando, talvez, o visitante noturno que traz consigo agonias que não se consegue explicar. A Velha da Janela, mito de origem desconhecida que ocorre em toda parte do mundo, é descrita de diferentes formas por autores que procuram explicá-la. Alguns duvidam de sua existência, mas os que já foram visitados e ainda estão vivos dizem que e uma sensação horrível e super desconfortável e que jamais querem passar por tal novamente.

Se copiar colocar devidos créditos, obrigado !

Ass: Glaucow M Freitas