Novidades

17 de junho de 2017

4# Assassino do Xadrez - 1974 até Atualmente (Psicopatas, Maniacos e Assassinos)


O russo Alexander Pichushkin fez de sua vida um tabuleiro de sadismo e assassinatos, vitimando mais de 40 pessoas.

Nascido em Mytishchi, na Rússia, em abril de 1974, foi ferido na cabeça após ser atingido na cabeça após ser atingido na testa por um balanço quando brincava num parque. Especialistas apontaram que o acidente pode ter sido responsável por sua agressividade.

Na infância, sofreu bullying de seus colegas pela reputação de ter dificuldades de aprendizado. Seu avô percebeu que a deficiência não passava de um engano, descobriu que o neto tinha grande inteligência e resolveu ensina-lo a jogar xadrez.

Ficou viciado no jogo, tornando-se um exímio enxadrista. Treinava todo dia no parque de Bittservsky com senhores de meia-idade. Em 1991, quando Alexander tinha 17 anos, seu avô morreu. A frustração serviu de estopim para uma drástica mudança de comportamento.

Nos meses seguintes á morte do avô começou a beber muita vodca. Ele jogava xadrez embriagado, mas o álcool não afetava suas habilidades. Após sua prisão, foram encontradas fitas de VHS dessa época, com Alexander ameaçando jovens no parque.


O primeiro assassinato rolou em 1992. Estimulado pelas noticias do julgamento do mais famoso serial killer soviético, Andrei Chikatilo, Alexander se empolgou e empurrou um garoto pela janela de um prédio. O crime foi considerado suicídio na época e só houve revisão sobre o caso após as confissões.

Voltou a atacar no inicio dos anos 2000. Seus alvos preferidos eram mendigos alcoólatras idosos, que ele “pescava” com promessas de beberem juntos em locais isolados no parque. Durante seu interrogatório, também confessou ter atacado mulheres e bêbados mais jovens.

O ataque mais usado pelo assassino era um golpe na parte de trás da cabeça da vitima com um martelo ou pedaço de cano. A surpresa era um fator um fator importante e embebedar os alvos era uma tática facilitadora. Costumava enterrar garrafas de vodca na cabeça das vitimas.



Que fim levou? Cumpre prisão perpetua, desde 2007, num xadrez no oeste da Rússia. Os primeiros anos estão sendo cumpridos em regime de solitária. 



FONTE: Coleção Mundo Estranho, Psicopatas, Maníacos e Assassinos , Editora Abril.