Novidades

13 de julho de 2017

7# Paul Bernardo - 1964-Hoje (Psicopatas, Maniacos e Assassinos)


O estuprador de Scarborough aterrorizou o Canadá com crimes sádicos, cometidos junto da esposa, Karla Homolka.

Nascido em 1964, fruto de uma família desajustada, Paul testemunhou vários episódios de agressões cometidas pelo pai Kenneth Bernardo, contra a mãe. Em 1975, o patriarca foi acusado de abusar sexualmente da própria filha. Paul se formou na universidade de Toronto, Canada, e maltratava a namorada. Entre 1987 e 1990, uma onda de estupros e tentativas de agressões sexual vitimou garotas de 15 a 22 anos de idade na região de Scarborough, Ontário. Todas as garotas sobreviveram porém os episódios eram violentos e quase sempre a investida sexual era acompanhada por espancamento.

Paul foi considerado suspeito pela policia de Ontário em meio a outros 130 homens. Foi interrogado e liberado. Em 1990, começou um namoro, com a obsessiva e submissa Karla Homolka. Durante o namoro Paul se mostrava ineressado pela cunhada Tammy Homolka, irmã de Karla. Karla deu acesso livre ao quarto de Tammy na época com 15 anos para o namorado a observa-la. Em 1990 o casal embebedou Tammy e a anestesiou a deixando fora de si. Karla queria oferecer a virgindade da irmã para Paul como presente de Natal. A agressão foi filmada por Karla. Inconsciente Tammy morreu sufocada com o próprio vomito. O casal limpou a garota e a levou ao seu quarto antes de chamar o socorro. O evento foi avaliado como morte acidental e o casal saiu livre. Karla e Paul se casaram em 1991, mesmo sob agressão do marido, Karla apoiava e participava de suas praticas sexuais.

O casal sequestrou mais duas garotas de 14 e 15 anos. Ambas foram mantidas em cativeiro e torturadas sexualmente por Bernardo enquanto Karla filmava, após alguns dias as vitimas vieram a faleceram. Um dos corpos foi cimentado e jogado em um lago, o outro foi desovado em uma vala na cidade de Burlington. Espancada com frequência pelo marido Karla fez acordo com a policia em troca de depoimentos. A esta altura as amostras de DNA já faziam de Paul o principal suspeito de ser o estuprador de Scarborough. Em 1993 após um julgamento cheio de acusações mutuas, Paul pegou prisão perpetua. Karla foi condenada a 12 anos.


Que fim levou? Paul continua preso na cadeia de Bath, em Ontário e Karla foi solta em Julho de 2005 sob condicional. 

FONTE: Coleção Mundo Estranho, Psicopatas, Maníacos e Assassinos , Editora Abril.