Pular para o conteúdo principal

Destaque da Semana

O Mistério da Colônia de Roanoke

Por trás do seriado Chaves ( Creepypasta )





Vi algo interessante á respeito do Chaves. Sempre li creepypasta sobre o seriado mas nunca levei isso a sério. Achei isso na internet e percebi que faz bastante sentido!
O seriado mexicano “Chaves” fez parte da infância de muitos de nós e ainda encanta as crianças desta geração (e provavelmente das próximas). O humorístico possui seguidores nas mais diversas partes do mundo, sendo o Brasil um dos países com maior público. Um dos motivos do seu grande sucesso é seu texto que, incrivelmente, se mantém bastante atual, fora as atuações dos atores que deram vida aos personagens cativantes da turma.
O que certamente você não sabia, tampouco desconfiava, era que alguns fatos bizarros permeiam o universo aparentemente inocente do programa. Teoria da conspiração ou não, saiba o que há por trás do Chaves.
O texto original, no qual este post se baseia, fora publicado no site Revista Bula e escrito pelo doutor em História e pós-doutor em poéticas visuais, Ademir Luiz, e já gerou um bocado de discussão entre os fãs ou simpatizantes da série televisiva por ser um tanto polêmico. Isso ocorre porque, em seu texto, Ademir disseca o seriado do ponto de vista do seu autor, Roberto Gomez Bolaños.
Para começar, Ademir explica que o “módico” apelido de Bolaños no México é Chespirito, que naquelas terras soa como um diminutivo para Shakespeare ou um “pequeno Shakespeare”, numa comparação aberta ao grande dramaturgo inglês. Segundo Ademir, Bolaños “é o criador de uma das mais sutis, brilhantes e temíveis representações do inferno em qualquer das artes: o seriado ‘Chaves’”. Isso mesmo, meus caros, a vila onde se desenvolve toda a trama seria um pedaço do inferno e seus personagens “pecadores amaldiçoados”, condenados a vagar infinitamente naquele plano.
Não vou reproduzir o texto inteiro aqui, pois o mesmo é bem extenso e vale muito a pena ser lido na íntegra. Então, farei um breve resumo.
No México, o programa “Chaves” é intitulado “El Chavo Del Ocho”, que traduzido para o português significa “O Moleque Do Oito”, numa referência ao número da casa na qual o protagonista mora – não, ele não mora num barril, como muitos pensam. Acontece que, o número 8 escrito deitado representa o símbolo do infinito, pois a morte é infinita: não haveria nada antes dela e nada depois dela
A vila seria então um pedaço do inferno no qual os personagens ficam eternamente repetindo as mesmas ações que os puseram ali, num ciclo vicioso e violento: “Chiquinha chuta a canela de Quico e faz seu pai pensar que o menino foi o agressor, enervado Seu Madruga belisca Quico, que chama Dona Florinda, que acerta um tapa no vizinho gentalha, que descarrega a raiva no Moleque, que atinge o Seu Barriga quando ele chega para cobrar o aluguel. Enquanto isso, o professor Girafales, queimando de desejo, bebe café, com um buquê de rosas no colo, sem desconfiar a causa, motivo, razão ou circunstância de tanta repetição.”
Outro aspecto do cenário da Vila é que trata-se de um labirinto rizomático, confuso, cuja saída leva a uma rua estreita, a uma barbearia, a um restaurante, a um parque ou a uma sala de aula apertada. Cenários como Acapulco são exceções à regra. Há também a questão da suspensão temporal, afinal, por que o senhor Barriga sempre cobraria eternamente os mesmos 14 meses de aluguél? Por que não 15 ou 16 meses? Simples, o tempo não passa naquele lugar!
Analisando os personagens, a coisa fica ainda mais esquisita. Cada um deles representaria um pecado capital e, como estão numa espécie de limbo, ficam fadados a refazer as mesmas ações.
O Chaves representa o pecado da gula, o moleque sempre insaciável que ama o sanduíche de presunto e chama seu professor de “linguiça”, numa contradição aos costumes bíblicos que relatam que a carne de porco é suja.
O Senhor Barriga representa a ganância, pois somente alguém muito ganancioso cobraria os 14 meses de aluguel todos os dias; o Quico é movido pela inveja, uma vez que os brinquedos alheios sempre são mais interessantes que os seus, apesar de serem maiores e melhores; o Seu Madruga é a preguiça em pessoa e sempre acha uma desculpa para se esquivar dos seus afazeres e não pagar o aluguél.
Professor Girafales e Dona Florinda representam a luxúria, os dois amantes que, apesar dos seus desejos incontroláveis, jamais passam da tradicional xícara de café e dos incontáveis buquês, pois estão condenados a abstinência sexual eterna. Aliás, o fato do professor Girafales em sempre acender seu charuto – mesmo na sala de aula – representa o cacoete dos amantes em fumar após a relação sexual. Uma vez que o corpo não acompanha a mente, só resta ao pobre homem fumar e fumar.
A Chiquinha é a personalidade furiosa representando a ira e que, apesar dos seus esforços, não consegue se expressar da maneira que gostaria por ser a menor da turma, logo, só lhe resta chorar; Dona Clotilde é a vaidade. Moradora do 71 ( 7 + 1 é 8, o infinito) possui um animal de estimação de nome “Satanás” e que ora é um cachorro, ora é um gato, demonstrando o aspecto transmorfo do demônio.
Jaiminho, o carteiro, seria o único representante do lado de cá. Segundo o texto, ele seria um médium e suas cartas, psicografias. O fato de viver cansado demonstra o seu tremendo esforço em vagar entre os planos e sua amada Tangamandápio, onde tudo é grande e mais bonito, não seria uma cidade, mas o próprio mundo dos vivos.
O texto original segue explicando os personagens secundário da trama como o Godinez, a Popis, a Pati, etc, e seu papel de “patronos infernais”, além de outros detalhes bem interessantes. Como já mencionado, vale a pena ler o original e se surpreender ainda mais.

FONTE : Creepypasta

Tentarei postar em breve o texto completo se o encontrar , obrigado ! , Glaucow M Freitas

Comentários

Top 5 de Maio

Os Maníacos de Dnepropetrovsk ( 18 + )

                                            " No inicio eram apenas animais "

Conhecidos como os Maníacos de Dnepropetrovsk (Dnepropetrovsk Maniacs) pela denominação que a mídia deu aos monstros responsáveis por uma série de assassinatos em Dnepropetrovsk, na Ucrânia, nos meses de junho e julho de 2007. O caso ganhou notoriedade devido às gravações de alguns assassinatos, que acabaram caindo na internet. Dois jovens de 19 anos, Viktor Sayenko e Igor Suprunyuck foram acusados por cometerem 21 assassinatos e Alexander Hanzha, um terceiro cúmplice, foi acusado de dois assaltos a mão armada que ocorreram antes dos assassinatos. A maioria eram mulheres e crianças, todos com requintes de crueldade - batiam nas vitimas com martelos e barras de metal até a morte e filmavam com o celular. Alguns dos vídeos dos assassinatos caíram na internet, e um dos mais notórios é o assassinato de Sergei Yatzenko. Partes do vídeo se tornaram  virais conhecidos como 3 Guys 1 Hammer, um trocadilho co…

Um Lunático e um Picador de Gelo (Luka Rocco Magnotta) 18+

Luka Rocco Magnotta (nascido Eric Clinton Kirk Newman; 24 de julho, 1982) é um ator pornográfico e modelo acusado de matar e desmembrar Lin Jun, um estudante chinês, e mandar vários de seus pedaços por correio para escritórios de partidos políticos canadenses e para escolas elementares de outra província.
Após o vídeo mostrando o assassinato ser publicado, primeiramente, em Fóruns da Deep Web (o vídeo ficou conhecido como "1 Lunatic 1 Ice Pick"), porém hoje em dia o vídeo já pode ser facilmente encontrado em sites especializados em terror Gore, Magnotta fugiu do país, tornando-se motivo para uma “Nota Vermelha da Interpol”, e assim iniciando uma verdadeira caçada internacional. Ele foi preso em 4 de Junho de 2012 em uma Lan House em Berlin, enquanto lia notícias a respeito de si mesmo.



   Luka Rocco Magnotta
Nascido em Scarborough/Ontario, foi criado pelos avós. Mudou o nome para “Luka Rocco Magnotta”, após fazer inúmeras cirurgias plásticas por não estar satisfeito com a própr…

Phineas e Ferb - A Teoria

Olá pessoal, tudo bem? Esse dias eu estava navegando na internet e achei um textinho aonde dizia que o famoso desenho chamado "Phineas e Ferb" é uma história real. Como isso me chamou atenção, resolvi pesquisar e encontrei um texto maior, porém ele foi traduzido no google tradutor e foi bastante difícil de entender. Como eu sou boazinha, eu arrumei o texto e facilitei ele para a leitura. E agora, confiram a verdadeira história:
"No ano de 1993 em uma casa humilde, viveu uma garota chamada Candace Flynn, que tinha esquizofrenia. Quando Candace era apenas uma criança, seus pais se divorciaram, deixando aos cuidados da sua mãe que nunca foi de dar muita atenção a ela. Ao nascer seu irmão Phineas, que sofre de hiperatividade e Ferb seu meio-irmão, que nasceu com um caso grave de retardo mental, que entre outras coisas o impede de falar, as coisas foram de mal a pior para o desenvolvimento de Candace, fora a sua imaginação... a jovem sempre imaginava seus irmãos construindo “…

La Pascualita ( A Filha Noiva Embalsamada ) Será ?

Uma loja de noivas na cidade de Chihuahua, no México, tem uma manequim polêmica, que tem dado o que falar. Nomeada La Pascualita, a imagem exposta na vitrine está no mesmo local há 75 anos e, desde então, vem tirando o sono de muitos curiosos, afinal La Pascualita não é apenas uma boneca, mas o retrato de uma lenda urbana que parece ter grandes chances de ser verdade. 



Os moradores locais afirmam com certeza: a manequim é um corpo embalsamado e seria a filha do dono, morta há algumas décadas. Quem chegou a conhecer a filha do proprietário da loja afirma que ela era idêntica ao manequim da vitrine. Segundo relatos dos moradores locais, a jovem teria morrido tragicamente no dia de seu casamento depois de ser picada por uma aranha viúva-negra.                                                                   " Matéria em vídeo " A história se tornou popular em todo o mundo e muitas pessoas viajam até Chihuahua só para ver a Pascualita. Há até aqueles que dizem já ter visto a maneq…

4# Assassino do Xadrez - 1974 até Atualmente (Psicopatas, Maniacos e Assassinos)

O russo Alexander Pichushkin fez de sua vida um tabuleiro de sadismo e assassinatos, vitimando mais de 40 pessoas.
Nascido em Mytishchi, na Rússia, em abril de 1974, foi ferido na cabeça após ser atingido na cabeça após ser atingido na testa por um balanço quando brincava num parque. Especialistas apontaram que o acidente pode ter sido responsável por sua agressividade.
Na infância, sofreu bullying de seus colegas pela reputação de ter dificuldades de aprendizado. Seu avô percebeu que a deficiência não passava de um engano, descobriu que o neto tinha grande inteligência e resolveu ensina-lo a jogar xadrez.
Ficou viciado no jogo, tornando-se um exímio enxadrista. Treinava todo dia no parque de Bittservsky com senhores de meia-idade. Em 1991, quando Alexander tinha 17 anos, seu avô morreu. A frustração serviu de estopim para uma drástica mudança de comportamento.
Nos meses seguintes á morte do avô começou a beber muita vodca. Ele jogava xadrez embriagado, mas o álcool não afetava suas habi…